top of page

Luciane de Paula

Professora Pesquisadora

FCL/Unesp

Possui graduação em Letras (1997), pela UNESP - Araraquara, mestrado (2001) e doutorado (2007) em Linguística e Língua Portuguesa pela mesma universidade e pós-doutorado (2011) pela Université François Rabelais - Tours - France. Atualmente é professora do curso de Letras, Departamento de Linguística, da UNESP - Assis, do Programa de Pós-Graduação em Linguística e Língua Portuguesa da UNESP - Araraquara e do Programa de Mestrado Profissional em Letras - PROFLETRAS, do qual se encontra como coordenadora desde 2017. Tem experiência na área de Letras, com ênfase em Análise Dialógica do Discurso e atua, principalmente, nos temas voltados à verbivocovisualidade da linguagem, materializada em enunciados estético-midiáticos (canções, filmes, seriados, peças publicitárias, HQs, textos literários, entre outros). Atua como pesquisadora do Grupo SLOVO, da UNESP - CAr e coordena o GED, na UNESP - CAs. É membro da Diretoria da ALFA - Revista de Linguística da UNESP e membro do Conselho Superior do PROFLETRAS, como representante dos coordenadores das Unidades do Programa no país. Destacam-se as suas seguintes publicações: Série Bakhtin - Inclassificável, com quatro volumes, dentre inúmeros artigos publicados em periódicos indexados e capítulos de livros.

Principais projetos

Todas as vidas importam: protótipos multiletrados de gêneros discursivos multimodais

Todas as vidas importam: protótipos multiletrados de gêneros discursivos multimodais

DE PAULA, Luciane

Projeto do Núcleo de Ensino

2022

Este projeto objetiva implementar atividades de leitura de gêneros discursivos diversos nos três anos do ensino médio (EM) de uma escola pública de Assis-SP em parceria com a graduação em Letras da UNESP-FCLAs, tendo como foco a relação universidade e educação básica, a fim de possibilitar uma formação multiletrada, por meio de metodologia prototípica inovadora. Os textos a serem trabalhados, de diversas materialidades, tratarão de temáticas contemporâneas e contemplarão conteúdos do currículo de Linguagens. A proposta é a de proporcionar, de forma dialógica, debates acerca das desigualdades e da intersecção raça-gênero-classe, essenciais e que não podem ficar apartadas da escola. O norte é a heterogeneidade das diversidades e os saberes múltiplos, por meio de leituras e produções plurais. O projeto de núcleo de ensino, experimental e interventivo, está associado à pesquisa da proponente e à extensão universitária. A proposta visa desenvolver protótipos de ensino, criados pelos alunos-bolsistas (orientados pela docente), a serem aplicados no EM da escola parceira e podem ser adaptados a outras escolas. Pretende-se, com isso, estimular a inclusão, visibilizar vozes e sujeitos e multiplicar saberes, em consonância com os ODS 4, 5, 10, 16 e 17, de maneira transversal.

Todas as vidas importam: protótipos multiletrados de gêneros discursivos multimodais

Todas as vidas importam: protótipos multiletrados de gêneros discursivos multimodais

DE PAULA, Luciane

Projeto do Núcleo de Ensino

2023

Este projeto objetiva implementar atividades de leitura de gêneros discursivos diversos nos três anos do ensino médio (EM) de uma escola pública de Assis-SP em parceria com a graduação em Letras da UNESP-FCLAs, tendo como foco a relação universidade e educação básica, a fim de possibilitar uma formação multiletrada, por meio de metodologia prototípica inovadora. Os textos a serem trabalhados, de diversas materialidades, tratarão de temáticas contemporâneas e contemplarão conteúdos do currículo de Linguagens. A proposta é a de proporcionar, de forma dialógica, debates acerca das desigualdades e da intersecção raça-gênero-classe, essenciais e que não podem ficar apartadas da escola. O norte é a heterogeneidade das diversidades e os saberes múltiplos, por meio de leituras e produções plurais. O projeto de núcleo de ensino, experimental e interventivo, está associado à pesquisa da proponente e à extensão universitária. A proposta visa desenvolver protótipos de ensino, criados pelos alunos-bolsistas (orientados pela docente), a serem aplicados no EM da escola parceira e podem ser adaptados a outras escolas. Pretende-se, com isso, estimular a inclusão, visibilizar vozes e sujeitos e multiplicar saberes, em consonância com os ODS 4, 5, 10, 16 e 17, de maneira transversal.

Todas as vidas importam: jogos multiletrados - transformação sociocultural sustentável

Todas as vidas importam: jogos multiletrados - transformação sociocultural sustentável

DE PAULA, Luciane

Projeto de extensão

2022

Este projeto tem como objetivo propor implementar atividades de leitura e produção de gêneros
textuais/discursivos diversos na escola e fora dela, possibilitando uma formação multiletrada crítica. O
público da pesquisa de intervenção transita entre o último ano do ensino fundamental II (9º ano) e o ensino
médio (1º, 2º e 3º anos) e também se volta às associações e coletivos culturais e sociais. Os textos
trabalhados, de diversas materialidades (canção, videoclipe, filme, série, pintura, HQ, jogos, memes etc),
tratarão de temáticas contemporâneas e contemplarão conteúdos dos currículos de Linguagens e Artes,
produzidos por autores-criadores negros e negras, mulheres e da comunidade LGBTQIA+. Interessa
proporcionar, de forma dialógica e ética-estética, discussões acerca das desigualdades e da intersecção
raça-gênero-classe na escola e na sociedade, a fim de refletir acerca da heterogeneidade das diversidades,
diferenças e proporcionar equidades. O projeto, experimental e interventivo, tem caráter extensionista,
associado à pesquisa e ao ensino. A proposta parte de uma escola pública da cidade de Assis, no interior do
Estado de São Paulo, para, a partir das vivências, desenvolver protótipos de ensino alternativos (digitais e
lúdicos) que possam ser adaptados e aplicados em outras comunidades (locais, regionais, estaduais e
nacionais). Com isso, estimular a inclusão entre jovens, na escola, na comunidade e na universidade
(graduação e pós-graduação), bem como visibilizar vozes e sujeitos excluídos (por preconceito e
discriminação), ao potencializar seus saberes, assim como uma forma de sociabilidade de suas culturas,
tramadas como formas de atuação – em consonância com os ODS 4, 5, 10, 16 e 17, de maneira transversal.

Todas as vidas importam: jogos multiletrados - transformação sociocultural sustentável

Todas as vidas importam: jogos multiletrados - transformação sociocultural sustentável

DE PAULA, Luciane

Projeto de extensão

2023

Este projeto tem como objetivo propor implementar atividades de leitura e produção de gêneros
textuais/discursivos diversos na escola e fora dela, possibilitando uma formação multiletrada crítica. O
público da pesquisa de intervenção transita entre o último ano do ensino fundamental II (9º ano) e o ensino
médio (1º, 2º e 3º anos) e também se volta às associações e coletivos culturais e sociais. Os textos
trabalhados, de diversas materialidades (canção, videoclipe, filme, série, pintura, HQ, jogos, memes etc),
tratarão de temáticas contemporâneas e contemplarão conteúdos dos currículos de Linguagens e Artes,
produzidos por autores-criadores negros e negras, mulheres e da comunidade LGBTQIA+. Interessa
proporcionar, de forma dialógica e ética-estética, discussões acerca das desigualdades e da intersecção
raça-gênero-classe na escola e na sociedade, a fim de refletir acerca da heterogeneidade das diversidades,
diferenças e proporcionar equidades. O projeto, experimental e interventivo, tem caráter extensionista,
associado à pesquisa e ao ensino. A proposta parte de uma escola pública da cidade de Assis, no interior do
Estado de São Paulo, para, a partir das vivências, desenvolver protótipos de ensino alternativos (digitais e
lúdicos) que possam ser adaptados e aplicados em outras comunidades (locais, regionais, estaduais e
nacionais). Com isso, estimular a inclusão entre jovens, na escola, na comunidade e na universidade
(graduação e pós-graduação), bem como visibilizar vozes e sujeitos excluídos (por preconceito e
discriminação), ao potencializar seus saberes, assim como uma forma de sociabilidade de suas culturas,
tramadas como formas de atuação – em consonância com os ODS 4, 5, 10, 16 e 17, de maneira transversal.

Teoria, metodologia e análise verbivocovisual: uma abordagem bakhtiniana contemporânea

Teoria, metodologia e análise verbivocovisual: uma abordagem bakhtiniana contemporânea

DE PAULA, Luciane

Projeto de Pesquisa

2023 - 2025

O Círculo de Bakhtin, como ficou conhecido, possui seus estudos voltados à dialogia, calcada na relação entre enunciados e sujeitos situados cronotopicamente. Os enunciados expressam vozes sociais refletidas e refratadas nos mais variados gêneros de discurso. Diversos termos, considerados concepções teóricas voltadas à filosofia da linguagem bakhtiniana, advêm de outros campos e são abordadas pelos estudiosos da área como integrantes da proposição tridimensional da linguagem como a assume o Círculo russo, tendo em vista a constituição interna, da consciência cognoscível; e externa, a interação entre sujeitos enunciados com seus outros (sujeitos enunciados). Não se pode esquecer a importância das artes (especialmente as vanguardas) no período stalinista russo de produção das ideias do Círculo, nem a atuação de seus ícones: Volóchinov, musicólogo, preocupa-se com a oralidade (inspirado por Jakubinskij, seu ex professor) e também escreve sobre música de concerto; Sollertinsky possui estudos sobre ópera; Medviédev se interessa pelo teatro itinerante e sua relação com a literatura; Bakhtin esboça questões essenciais sobre gestualidade, visualidade, movimentos e entonação ao tratar do teatro de Shakespeare, do romance polifônico de Dostoievski e da importância da leitura em voz alta dos textos.

bottom of page