top of page

José Antonio Rodrigues Luciano

Aluno pesquisador

FCLAr-Unesp

Atuante na área da filosofia da linguagem, atualmente é doutorando no Programa de Pós-Graduação em Linguística e Língua Portuguesa pela Faculdade de Ciências e Letras de Araraquara (FCLAr-Unesp), com a tese "A verbivocovisualidade em ato: aspectos teórico-metodológicos da filosofia bakhtiniana da linguagem", apoio CAPES, e integrante do Grupo de Estudos Discursivos (GED), na função de pesquisador. Mestre em Linguística e Língua Portuguesa pela mesma universidade, com a dissertação intitulada "Filosofia da linguagem bakhtiniana: concepções verbivocovisuais", apoio CNPq. Graduado em Letras - Português/Francês e suas respectivas literaturas pela Faculdade de Ciências e Letras de Assis (FCLAs-Unesp), na qual desenvolveu pesquisas de Iniciação Científica (IC), com apoio da Pró-Reitoria de Pesquisa da Unesp e do CNPq. No período da graduação, também atuou como professor de francês na Universidade Aberta para Terceira Idade (UNATI) e no Centro de Línguas e Desenvolvimento de Professores (CLDP). Possui experiência em intercâmbio nos Estados Unidos.

Principais projetos

Verbovocalidade: concepções musicais nas obras do Círculo de Bakhtin

Verbovocalidade: concepções musicais nas obras do Círculo de Bakhtin

LUCIANO, José Antonio Rodrigues; PAULA, Luciane de.

Projeto

2016-2017

A pesquisa volta-se para o estudo das obras do Círculo de Bakhtin, traduzidas para o português diretamente do russo, e verifica a recorrência de conceitos musicais, tais como voz, entoação, polifonia, dentre outros na formulação e delimitação da filosofia da linguagem bakhtiniana.

Desse modo, o trabalho busca compreender a noção de palavra para Bakhtin e se as concepções utilizadas são devem ser interpretadas de maneira apenas metafórica ou podem concebidas como um potencial instrumento teórico-analítico de enunciados verbivocovisuais, especialmente, os voltados à esfera musical (canção, videoclipe, música). Assim, os próprios escritos bakhtinianos, além de fundamentação teórica, tornam-se também o próprio corpus a ser analisado.

Verbivocovisualidade: a concepção de linguagem na filosofia bakhtiniana

Verbivocovisualidade: a concepção de linguagem na filosofia bakhtiniana

LUCIANO, José Antonio Rodrigues; PAULA, Luciane de

Projeto

2017-2018

A pesquisa tem o intuito de investigar a concepção de linguagem proposta na filosofia dos estudiosos denominado Círculo de Bakhtin a partir das obras, traduzidas do russo para a Língua Portuguesa, Questões de Estilística no Ensino de Língua (2015) e Teoria do Romance - A Estilística (2013), ambas com autoria de Mikhail Bakhtin. Para referido estudo, tomamos a noção de enunciado para o pensamento bakhtiniano, identificamos a forma que é concebido a partir de conceitos advindos de outras linguagens, por exemplo, musical e das artes plásticas (entonação, voz, arquitetônica, entre outras) e analisamos como essas concepções são utilizadas metaforicamente para pensar a linguagem em sua tridimensionalidade verbivocovisual, conforme Paula denomina. As obras do Círculo, portanto, constituem, ao mesmo tempo neste projeto, tanto o corpus quanto a fundamentação teórica, pois utiliza o método dialético-dialógico, que considera objeto de pesquisa em relação outros enunciados, neste caso, relacionamos as obras em estudo com os demais textos bakhtinianos e também os conceitos, usados pelos teóricos russos, com suas respectivas linguagens. Desse modo, ao compreender a concepção de linguagem bakhtiniana, o objetivo é refletir a potencialidade de alargamento da teoria para servir de aporte teórico para análises de enunciados que vão além da materialidade verbal, como as materialidades vocal/sonora, visual ou ainda sincrética.

Filosofia da linguagem bakhtiniana: concepções verbivocovisuais

Filosofia da linguagem bakhtiniana: concepções verbivocovisuais

LUCIANO, José Antonio Rodrigues

Dissertação

2019-2021

Esta pesquisa propõe a investigação da concepção de linguagem da e na filosofia do Círculo de Bakhtin a partir das obras Marxismo e Filosofia da Linguagem (2017), de Volóchinov; O Método Formal nos Estudos Literários (2012), de Medviédev; e Estética da Criação Verbal (2011), de Mikhail Bakhtin, por meio da identificação e análise de concepções da teoria bakhtiniana que advêm de outras linguagens (por exemplo, da música e das artes plásticas), as quais contribuem para a formulação e delimitação conceitual dos autores russos. O objetivo é compreender de que modo Bakhtin, Medviédev e Volóchinov delimitam, em sua filosofia, a noção de linguagem, como ela é constituída pelas dimensões verbivocovisuais, assim e denominadas por nós extemporaneamente nesta proposta a partir da Poesia Concreta, e como essas dimensões podem se materializar em enunciados de diferentes gêneros, a depender da configuração arquitetônica do projeto de dizer em voga. Para isso, metodologicamente, este trabalho se volta à concepção de linguagem, de enunciado, sujeito e diálogo; bem como se atenta aos momentos em que os autores se centram nas dimensões verbivocovisuais nos livros supramencionados, o que caracteriza a proposta como bibliográfica e de cunho teórico-analítico. Ademais, procura-se também situar a proposta filosófica do Círculo em seu contexto de produção, circulação e recepção na Rússia soviética e posteriormente no Ocidente, bem como da noção de linguagem historicamente, de modo a contribuir para a compreensão do conceito formulado pelo Círculo “Bakhtin Medviédev Volóchinov” (VAUTHIER, 2010) e para a forma como o fazem. A pertinência da pesquisa consiste em refletir a abordagem filosófica bakhtiniana.

Verbivocovisualidade em ato: aspectos teórico-metodológicos da filosofia bakhtiniana da linguagem

Verbivocovisualidade em ato: aspectos teórico-metodológicos da filosofia bakhtiniana da linguagem

LUCIANO, José Antonio Rodrigues

Tese

2021-2025

Resultado de desdobramento do trabalho Mestrado, no qual pensamos a concepção tridimensional da linguagem verbivocovisual na filosofia da linguagem bakhtiniana, nesta pesquisa, propomos refletir acerca da sua materialização a partir de três obras de três diferentes semioses, a saber, o quadro Composição VIII (1923), de Wassily Kandinsky; o poema “De V internacional” (1922), de Vladimir Maiakóvski; e a Quarta Sinfonia (1936), de Chostakóvich. O objetivo é compreender como as dimensões verbivocovisuais da linguagem, identificadas e estudadas anteriormente por nós na filosofia da linguagem proposta pelo Círculo “Bakhtin, Medviédev e Volóchinov” (VAUTHIER, 2010), manifestam-se no ato enunciativo a partir da sua materialidade sígnica, bem como demonstrar que tal concepção de linguagem formulada pelo Círculo trata-se de uma preocupação explicitada também nas produções artísticas da época na União Soviética. Para tanto, analisaremos as três obras supramencionadas a partir do viés bakhtiniano e seu método dialético-dialógico (PAULA et alii, 2011). A pertinência desta pesquisa caracteriza-se pela proposição de uma nova abordagem nos estudos bakhtinianos no Brasil, bem como ampliar as possibilidades teórico-metodológicas nesta perspectiva para análises de enunciados verbivocovisuais contemporâneos.

bottom of page