Pesquisas - Rosineide de Melo (Centro Universitário Fundação Santo André)

 

Materiais didáticos digitais à luz das teorias bakhtinianas e da pedagogia dos multietramentos.

 

É notório que o perfil do alunado brasileiro tem mudado muito e rapidamente nos últimos anos e por vários motivos distintos e simultâneos. No contexto dos sujeitos sociais da esfera escolar – especificamente, alunos e professores –, insere-se a diversidade – em todos os sentidos – constitutiva do mundo moderno, em especial, das linguagens, suas modalidades, formas e meios. Em especial, as novas tecnologias impõem formas novas de interação e provocam mudanças de posturas, de visões de mundo, colocam em contato – em tempo real – acontecimentos, eventos, culturas das mais diversas e possibilitam perspectivas de inúmeras naturezas impensáveis anos atrás. Essa pluralidade impacta diretamente a prática docente e, consequentemente, impõe novos desafios aos professores e pesquisadores. Estudos recentes como os de Rojo (2013) e Araújo (no prelo) confirmam a carência de materiais [digitais] de aprendizagem e/ou de protótipos didáticos protótipos didáticos que privilegiem esse novo contexto impregnado de novas linguagens. Dando continuidade às pesquisas iniciadas durante nosso estágio de pós-doutoramento, objetivamos elaborar materiais e objetos de aprendizagem, inseridos ou não em protótipos didáticos, engajados com os princípios discursivos de orientação bakhtiniana, em especial com as concepções de arquitetônica e de gêneros do discurso, e articulados à pedagogia dos multiletramentos, em diálogos com outros saberes e outras áreas do conhecimento. Nossa proposta pretende contribuir também para as reflexões em torno das práticas docentes e subsidiar planejamento de atividades didáticas interativas, com estímulos à leitura multissemiótica e à produção colaborativa e de textos híbridos no conteúdo e na forma, refratando e refletindo as multiculturas.