Pesquisas - Jessica de Castro Gonçalves (UNESP/FCLAr)

Doutorado

Dom Casmurro em diferentes materialidades: Uma análise verbo-voco-visual do romance, da HQ e da minissérie

 

 

O presente trabalho volve-se para enunciados verbo-voco-visuais recriados a partir de romances da literatura canônica. Com a recorrência desse tipo de produção e sua entrada no contexto escolar, tornou-se comum o aparecimento de críticas relacionadas a qualidade dessas recriações, por possuir um maior ou menor grau de fidelidade com o enredo inicial. Frente a isso, esta pesquisa propõe a discussão desses novos enunciados considerando-os em sua relativa in-dependência. Para isso delimita-se como corpus desse trabalho três obras: O romance Dom casmurro, de Machado de Assis, a História em Quadrinhos (HQ) Dom Casmurro, de Felipe Greco e Mário Cau, e a minissérie global televisiva Capitu, do diretor Luiz Fernando Carvalho Objetiva-se discutir como um enredo, semelhante nas três produções, sofre uma ressignificação e se torna outro, autônomo, devido a formas e estilos diferentes, sem deixar de estabelecer diálogo com o texto fonte e outros enunciados. Os conceitos de enunciado, diálogo, ressignificação e gênero sob a perspectiva do Círculo de Bakhtin e o método dialético-dialógico (Paula et al, 2011) fundamentam esse estudo.  Ao investigar como enunciados relativamente estáveis do ponto de vista do conteúdo são ressignificados com alteração genérica (um romance transformado em minissérie e em história e quadrinho) compreendemos o verbal, o vocal e o visual como materialidades distintas que configuram e compõem arquitetonicamente uma obra. Com isso almejamos contribuir para os estudos contemporâneos sobre gêneros discursivos e voltados ao verbo-voco-visual.

 

 

 

Orientadora: Luciane de Paula

1/1

Mestrado

Humor com des-sabor: uma análise das tiras da Mafalda no contexto pré-vestibular

Jessica de Castro Gonçalves, 2013

 

O trabalho aborda as tiras de humor da Mafalda como um gênero discursivo presente no contexto do aluno pré-vestibular. A partir de discursos de desafeto à essas tiras este estudo discute os possíveis fatores que acarretam desafeto nos alunos do ensino médio em relação ao gênero tira de humor e dificultam a leitura e interpretação pelos alunos deste gênero, dado que, muitas vezes, afirmam não compreenderem o texto e não encontrarem o efeito de humor nele presente.. O presente projeto volve os olhares para algumas tiras de humor da Mafalda  (personagem criada pelo desenhista e humorista argentino Joaquín Savador Lavado Tejon) em contexto escolar, voltadas para a temática denominada “mundo”. As tiras utilizadas como corpus deste trabalho foram retiradas da seção “Assim vai o mundo” da obra 10 anos com Mafalda (2010) e trabalhadas em uma turma do terceiro ano do ensino médio de uma escola privada na cidade de Tupã, estado de São Paulo. A teoria que fundamenta este trabalho, como nos propusemos a pensar nos gêneros discursivos, é a dos estudos do Círculo Bakhtin, Medvedev, Volochinov. Dentre os conceitos utilizados para análise dessas tiras em contexto escolar estão os de signo ideológico, sujeito e ato discursivo. A tira é, segundo o Círculo de Bakhtin, signo ideológico, pois não só apresenta uma visão de mundo, mas se faz um espaço para diálogos e conflitos entre realidades diversas. Nas tiras da Mafalda, averiguamos pontos de vista de discursos diversos, sendo seus sentidos construídos sobre estes. A pesquisa discute como ocorre essa relação entre as várias vozes e pontos de vistas presentes nas tiras e processo de interpretação realizado por alunos pré-vestibulandos. Segundo Bakhtin, por trás dos atos de fala estão fios ideológicos e a palavra torna-se um espaço de tensão entre diálogos diversos. A palavra constitui-se, portanto, como signo ideológico, pois nela valores ideológicos contraditórios se encontram em embate. Daí a importância de verificarmos o posicionamento dos alunos diante dos discursos presentes na Mafalda, pois investigaremos, dentre outras questões, como eles se constituem no ato de responder àqueles discursos.

 

Pesquisa apoiada pelo Capes

 

Orientadora: Luciane de Paula

1/1