Pesquisas - Ana Beatriz Maia Barissa (UNESP/FCLAr)

Mestrado

 

Por e para fãs: a Análise Dialógia de Severus Snape em uma produção transmidiática

Ana Beatriz Maia Barissa, 2016

 

A proposta deste projeto é analisar a constituição do personagem Severus Snape, da saga Harry Potter, num vídeo chamado Severus Snape e os marotos, veiculado no Youtube e produzido por fãs. Pretende-se compreender a construção desse personagem, realizada a partir da interpretação da saga como uma resposta verbivocovisual transmidiática a um enunciado verbal (os livros de Rowling). Esta proposta se fundamenta nos estudos do Círculo de Bakhtin e na ideia de cultura da convergência de Jenkins. O método é o dialético-dialógico, realizado por cotejo. Compreender como o jogo entre leitura e produção ocorre em enunciados transmidiáticos é o objetivo desta proposta. A relevância que justifica o estudo se volta à relação produção, circulação e recepção dos enunciados na contemporaneidade.

 

Orientadora: Luciane de Paula

Foto do projeto(1).jpg
Foto do projeto(1).jpg

press to zoom
Foto do projeto(1).jpg
Foto do projeto(1).jpg

press to zoom
1/1

Iniciação Científica

Contos de uma bruxa: a construção da vilania em Malévola

Ana Beatriz Maia Barissa

 

Ressignificada para uma ambientação do século XXI, a obra fílmica Malévola – cuja proposta de (re)criação retoma, não somente a animação, mas as narrativas populares – traz em si a (re)contagem de uma fada bruxa construída em sua forma humaniza o que, dessa forma, faz-se apresentar não apenas como uma bruxa e seu lado mal, mas também como uma fada. Esta pesquisa, em continuação a proposta anterior – cujo foco recaía em no lado bom de um vilão canônico das indústrias Disney –, compromete-se a analisar de forma dialético-dialógica a construção da vilania dos personagens Disney a partir da fada-bruxa humanizada (re)criada pelo Walt Disney Studios.  Com este propósito estabelecido, a pesquisa possui como seu embasamento teórico os estudos acerca da linguagem e seu funcionamento dialógico proposto pelo Círculo de Bakhtin, além de retomar alguns de seus conceitos-base, como sujeito, ideologia, enunciado e cronotopia, a fim de dar suporte para a presente proposta de pesquisa

 

Pesquisa apoiada pelo CNPq

 

Orientadora: Luciane de Paula

Foto da capa.jpg
Foto da capa.jpg

press to zoom
Foto da capa.jpg
Foto da capa.jpg

press to zoom
1/1
PROJETO
RELATÓRIO FINAL

Iniciação Científica

Contos de uma fada - A Malévola da história

Ana Beatriz Maia Barissa,2015

 

O presente trabalho tem como proposta analisar a relação existente entre os contos de fadas tradicionais e suas versões contemporâneas feitas em filmes e animações e refletir acerca da constituição de sentido em cada gênero e enunciado. Para tanto, as obras selecionadas como corpus da pesquisa são: o conto “A bela adormecida no bosque”, de Charles Perrault, e “A bela adormecida”, dos irmãos Grimm, em diálogo com o balé “A bela adormecida”, de Tchaikovsky, com o desenho “A bela adormecida” e com o filme “Malévola”, ambos da Disney e, a partir desses, refletir a (re)constituição das amarras que há entre as noções de gênero, arquitetônica, estética, voz, autoria e estilo. Para norteamento da pesquisa, será utilizada a relação entre os estudos do Círculo de Bakhtin e os universos de enunciado verbo-voco-visuais contemporâneos, e refletir sobre o conceito de intergenericidade presentes nas obras citadas.  A proposta ainda se estende sobre as categorias bakhtinianas de análise pertinentes para abordar enunciados verbo-voco-visuais contemporâneos. A metodologia a ser utilizada na pesquisa contará com um material bibliográfico, dividido em dois tipos: um material teórico, já que a proposta é de se voltar às obras do Círculo russo, para a análise de enunciados verbo-voco-visuais; e o material analítico, que contará com materialidades diversas, tanto estáticas quanto em movimento. Como o corpus do trabalho tem seu foco voltado à análise de enunciados verbo-voco-visuais, o projeto, que se baseia em uma proposta não publicada de Beth Brait, será de natureza qualitativa com caráter interpretativo analítico-descritivo, composta por três etapas de análise ao gênero: em um primeiro momento a descrição do objeto, que abrange desde o material que serve de suporte físico à sua aparência geral; seguido da análise discursiva das obras citadas acima que servirão de corpus, em que serão apresentados seus diversos procedimentos discursivos e, por final, a interpretação, que se ocupa da identificação dos recursos discursivos e textuais destas obras e os efeitos de sentido que nelas são criadas.

 

Orientadora: Luciane de Paula

Foto do projeto.jpg
Foto do projeto.jpg

press to zoom
Foto do projeto.jpg
Foto do projeto.jpg

press to zoom
1/1