24 A 26 DE ABRIL DE 2018

FACULDADE DE CIÊNCIAS E LETRAS

UNESP ASSIS

Home

GED

Exposição Itinerante Franco-Brasileira

 

 

 

 

 

A criança na língua, passo a passo é uma exposição itinerante, que percorrerá diferentes instituições no Brasil e na França, e que convida a todos a descobrirem esse ainda misterioso universo da linguagem da criança. Ela é resultado de uma parceria entre a Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho (UNESP/Grupo GEALin/NALíngua), o Consulado da França em São Paulo e a Universidade Paul Valéry (Montpellier, França/ Grupo PRAXILING). 

Ao longo da nossa aventura sobre a aquisição da linguagem da criança, apresentaremos algumas respostas ao público por meio de painéis informativos, vídeos, áudios e ilustrações que permitirão seguir, passo a passo, a progressão da criança na aquisição de sua(s) língua(s) materna(s), desde suas primeiras vocalizações até as frases mais complexas. Nesse percurso, abordaremos temas importantes na aquisição de línguas (focos), tais como a linguagem que utilizamos com as crianças, o bilinguismo, a multimodalidade, o humor...

A exposição

 

A língua(gem) é uma das características fundamentais que nos diferencia de outras espécies animais. A língua falada permite-nos comunicar com os nossos pares. Através da escrita, registramos e transmitimos a nossa história para as gerações futuras. Mas não nascemos falando. Mesmo antes de nascer, os bebês já estão em contato com sua língua materna, contudo é somente após o nascimento que eles vão poder começar a falar. Independentemente da(s) língua(s) que cerca(m) a criança em sua infância (português, francês, chinês...), se as famílias são mais ou menos preocupadas com aquilo
que dizem, se são mais ou menos formais, mais ou menos escolarizadas, se a criança entra na língua mais interessada na musicalidade da língua ou na pronúncia correta das palavras e frases, desde o momento em que nascem até as primeiras produções linguísticas, todas as crianças, em todas as línguas do mundo, adquirem sua(s) língua(s) materna(s) muito rapidamente, sem instrução direta e com uma progressão similar durante os três primeiros anos de vida. Esse é o mistério que envolve o processo de aquisição da linguagem pela criança.

A partir de quando pode-se dizer que as crianças dominam as habilidades que elas precisam para compreender e usar a linguagem? Quais são os passos desse processo? Como elas conseguem dominar essa língua em tão pouco tempo? A explicação para essa rapidez estaria na natureza biológica, no aspecto sociocultural, ou em ambos? O que acontece quando uma criança é confrontada a duas ou mais línguas? Com que idade as crianças produzem suas primeiras palavras? Como devemos falar com um bebê? Os pais devem se preocupar se seus filhos de 20 meses ainda não falam? Parte dessas questões tem sido respondida pelas pesquisas de Aquisição da Linguagem, pela Psicolinguística, algumas pela Psicologia ou, ainda, pela Neurolinguística, mas há muito ainda para se investigar e descobrir.

Objetivos


O objetivo desta exposição é divulgar a área de Aquisição da Linguagem ao grande público, aproximar as nossas pesquisas da sociedade, democratizar o conhecimento, compartilhando o resultado desses estudos com pais, professores, psicólogos, pedagogos, fonoaudiólogos, entre outros interessados na infância. 

 

 

Organização

 

Alessandra Del Ré (UNESP-FCLAr) e Christelle Dodane (Universidade de Montpellier 3)

 

Contato: 

 

                                  Grupo NaLíngua

 

 

 

 

Email: gruponalingua@gmail.com                               

Site: http://gruponalingua.com.br

Fotos

exp5.png
exp2.png
exp1.png
exp3.png
exp4.png
exp6.png

Copyright © 2016 GED